Neste episódio, o Letras Pretas traz a importância da voz feminina preta na consolidação do samba a partir da trajetória de Clementina de Jesus. Nascida em 1901, um período de negação da cultura negra, e neta de escravizados, a sambista e compositora dona de uma voz inconfundivelmente potente teve sua carreira lançada aos 63 anos de idade, revolucionando o samba, e ao longo de sua história no samba fez questão de dar voz à sua ancestralidade africana através de suas letras. Ouça o Letras Pretas e fique por dentro da cultura e da política em diálogo com a obra e com o pensamento de mulheres negras. (T5 – Ep. 02 – 30/08/21)