Neste episódio, o Letras Pretas aborda a trajetória e importância de Noémia de Sousa, poetisa pioneira em Moçambique, sua terra natal.
Nascida em 1926, ainda durante o regime colonial português, Carolina Noémia Abranches de Sousa Soares, se consagrou poetisa, tradutora, jornalista e foi militante na luta de libertação nacional. Considerada “mãe dos poetas moçambicanos”, Noémia estabeleceu uma relação com a literatura desde muito jovem, além expor em suas obras sua paixão, também trazia o reflexo de sua luta contra a política colonial. Ouça o Letras Pretas e fique por dentro da cultura e da política em diálogo com a obra e com o pensamento de mulheres negras. (T5 – Ep. 03 – 13/09/21)