>, Notícias Rádio UERJ>Uso de medicamentos para combater o coronavírus

Uso de medicamentos para combater o coronavírus

Por |2020-05-14T15:05:44+00:0014 de maio de 2020|

O que é importante saber sobre o uso de medicamentos e o coronavírus?

Este tema é de extrema importância, pois infelizmente há um grande número de informações falsas sendo divulgadas e, até o momento, não existe nenhum tratamento específico para a COVID-19. Então é fundamental ficarmos atentos às notícias que ouvimos ou lemos.

Um primeiro ponto muito importante é: você sabia que tomar remédios por conta própria NÃO é correto? Isso pode gerar uma série de problemas para a sua saúde. Assim, procure sempre orientações de um médico ou farmacêutico.

Outro ponto é que o uso daqueles remédios que você usa todos os dias para o tratamento de doenças crônicas, como diabetes e pressão alta, NÃO deve ser interrompido, pois, se você parar de utilizá-los sem indicação médica, pode levar a outras complicações.

Uma das perguntas que muitos estão fazendo é: “Quando alguém apresentar os sinais do novo Coronavírus deve usar algum remédio”? Aqui, inicialmente, vamos reforçar o que falamos anteriormente: nunca utilize nenhum remédio por conta própria, isso evitará complicações não só da COVID-19, mas também de diversas outras doenças. As dúvidas relacionadas à COVID-19, inclusive sobre o seu tratamento, podem ser esclarecidas ligando para o número 136 ou acessando o “coronavírus teleSUS”, no site do Ministério da Saúde. Nesses canais você terá informações adequadas e seguras.

Outra questão que já gerou polêmica é o uso da Hidroxicloroquina e da Cloroquina para o tratamento da COVID-19. Ainda não existem estudos que comprovem seu benefício contra o novo Coronavírus. Esses medicamentos NÃO são indicados para o tratamento da COVID-19 sem prescrição médica, porque podem afetar o coração, a visão e até levar à morte, devido aos efeitos colaterais. Segundo o Ministério da Saúde, esses dois medicamentos foram liberados para o uso exclusivo em pacientes com a COVID-19 que estejam hospitalizados, onde os pacientes são rigorosamente acompanhados pela equipe de saúde. Vale lembrar que a sugestão de uso desses medicamentos pode ser modificada a qualquer momento, pois depende de resultados de estudos que estão em andamento em universidades e hospitais do mundo inteiro. Outros medicamentos também estão sendo testados para o tratamento da COVID-19. Entretanto, ainda não se sabe os reais benefícios para a doença. Em caso de dúvidas procure um profissional de saúde, isso protege você e nossa sociedade.

Esse é um boletim informativo da Rádio Uerj em parceria com o Núcleo de Ensino e Pesquisa em Farmácia Clínica (NEPeFaC) da Universidade Federal de São João Del-Rei, campus Divinópolis-MG, coordenado pelos professores pesquisadores André Baldoni e Mariana Linhares.